Cidade colombiana é a mais inovadora
23 de abril de 2013

A cidade de Medellín, na  Colômbia, chegou ao topo do mundo. Passando à frente de Nova York (EUA) e Tel Aviv (Israel), foi eleita a mais inovadora do globo em 2012 pelo ranking anual da Urban Land Institute.

Reconhecida pelo seus diferenciais na implementação de uma eficaz mobilidade urbana sustentável, Medellín não à toa abocanhou o primeiro lugar.

Medellín é um exemplo de cidade propícia para o deslocamento intermodal. Foto: repdrodução/eeepee/Flickr

>> Bike pelo mundo: Bogotá

O sistema de transporte público da cidade colombiana permite um intermodal de sucesso. A integração de todos os seus sistemas: O BRT (Bus Rapid Transport) e metrô permitem a transição dos passageiros com sucesso.

Medellín já possui um sistema de compartilhamento de bicicletas públicas, o EnCicla. Foto: reprodução/eeepee/Flickr

Além disso, nos principais morros de Medellín – a cidade cresceu de um jeito bastante informal – operam teleféricos, acessíveis por escadas rolantes. Esses teleféricos transportam cerca de 30 mil pessoas por dia que, com os benefícios da adaptação do transporte à topografia da cidade, transitam sem dificuldades morro abaixo e acima.

Teleféricos para a mobilidade urbana da população. Foto: reprodução/eeepee/Flickr

Todo o tráfego da cidade é administrado pelo Sistema Inteligente de Mobilidade de Medellín (SIMM), com o objetivo de melhorar o fluxo de veículos e reduzir ocorrências nas vias. Há ainda um eficiente sistema de  aluguel de bicicletas, o EnCicla.

Medellín é exemplo ainda maior pois, há poucas décadas (final dos anos 70), sua fama era de ser uma região delinquente, berço do narcotráfico.

Hoje, a cidade colombiana pode se gabar de sua inteligente revolução por meio da mobilidade urbana e integração dos transportes. Medellín é o futuro que todos nós queremos. Medellín convive.